quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

| REVIEW | CSI :: 9x01 :: NOVA TEMPORADA

:: 9x01 :: "For Warrick" *NOVA TEMPORADA*
Gente, quanta saudade! Aff. Ao mesmo tempo, eu tava com dó de assistir esse episódio, depois do baque na season finale... Mas, o show tem de continuar e agora, com menos um no barco. Daqui a pouco sai mais um... haja coração, essa temporada tá prometendo!Depois daquela tremenda canalhiçe de atirar em Warrick a queima roupa, o subdelegado McKeen ainda é cara-de-pau o bastante pra ligar pra polícia e informar do ocorrido! Alí perto, Grisson ouviu na patrulha que havia um policial ferido num beco próximo. A cara dele, já demonstrava o medo dele, que devia saber que o carro de Warrick tava por lá. Grisson saiu correndo pra encontrar o amigo ainda agonizando. Gente, sério, sem comentários a atuação do William Petersen. Enquanto Gil abraçava Warrick numa tentativa de mantê-lo vivo, McKeen observava caso ele ainda tentasse falar algo, mas não deu tempo. Warrick Brown está morto.Ver a reação de cada um dos CSI's foi de cortar o coração. Brass, Nick, Greg e Catherine, completamente desolados. A reação dela foi de chorar mesmo. Eu chorei metade do episódio, ou ele inteiro, sei lá. O lance é que mesmo ainda ensanguentado, Grisson quer o caso e toda a equipe junta nisso. McKeen (ai que ódio dele ali!) inventa e cria condições pra todos crerem que o policial Pritchard, aquele que matou o Gedga, seria o responsável pelo crime. Agora, se algum dos CSI's acharem o cara, ele que se cuide!O lance da câmera acompanhando o corpo de Warrick pelos corredores do laboratório foi bem interessante, dando aquela impressão de última vez que ele passa por ali... Robbins preferiu passar a autopsia pra outro, imagine só, né. Conforme Grisson ia chegando, todo sujo de sangue, com os olhares dos outros super tristes. Quando ele chega em sua sala, uma surpresa: Sara. Sem muitas palavras, só basta um abraço entre o casal. Lindos!!!Brass bota todo mundo atrás de Pritchard, mas nada do cara. Nick e Cathryn vasculham o carro, e algumas coisas interessantes começam a surgir. Enfim, o lance é que as balas encontradas são de uma arma que deveria estar destruída, de um antigo caso do próprio policial. Mas porque ele usaria uma arma que seria imediatamente ligada a ele? Foi mais alguém, ou só eu que ficava com dor no estômago a toda prova que eles achavam, doida pra encontrarem uma digital, algo que indicasse McKeen?! Eu tava quase gritando 'pega ele, pega esse son-of-bitch'! rsrs
O pior é que não tinha digital, nem nada que indicasse a verdade a eles. E o bandidão tava bancando o arrependido por ter achado que Warrick tinha matado Gedga! Enquanto isso, Greg e Sara (que tá dando surporte só) vão ao apê do amigo, e descobrem o inesperado: Warrick tem um filho e lutava pela guarda dele! Num vídeo-entrevista sobre a guarda, Brown fala o quanto Grisson era importante pra ele, mais como um amigo, como alguém que lhe ajudava a se manter firme, alguém que ele gostaria de ter como pai! Wow, quando ele disse isso, meu coração faltou desmaiar de dor, e ver a cara do Grisson assistindo, foi, emocionante.
Quando Nick encontra umas marcas de mão no vidro, como se alguém tivesse batido na janela e tal, ele saca que realmente Warrick não iria abrir vidro para o Pritchard. Gil lembra que ele dizia que o espião do
laboratório tinha que ter alguém bem mais poderoso por trás e como McKeen estava lá na hora, e disse tudo pra culpar o outro, eles resolveram fazer uma reconstituição entre eles. E é nisso, que pra minha felicidade (e do meu pobre estômago) eles constatam que o som alto na hora, e tudo, indicava que McKeen só ouviria um tiro se, fosse ele mesmo o autor. Yupie!
Claro que mexer com gente grande e perigosa tem que ser no sapatinho. Brass relembra que ao entrar na polícia já tinha percebido que o cara tava metido em coisas grandes, mas nunca quis se envolver. Cathryn resolve arriscar e tirar uma pequena digital da bala da cena do crime e consegue a identificação positiva pro canalhão lá, que sumiu. Mas Brass já mobilizou toda a tropa pra achar McKeen, que está escondendo Pritchard num hotel e vão fugir pro México. Eu pensei que ele fosse matar o policial alí, mas ele ia deixar pra fazer isso na fronteira. Quando Nick e Brass chegam, ele já saiu. E eu tô ficando com medo, porque Nick foi o único que se manteve mais firme, e todo mundo sabe que ele é o chorão da turma né. Agora, perdeu o melhor amigo dessa forma, o olhar dele mostra que se McKeen cruzar a reta dele, vai estar perdido! Ai ai ai
O pessoal consegue ligar pra ele dizendo que tem provas contra o policial e tal, e nisso o localizam. Porém, o carro cai na ribanceira e Pritchard morre, enquanto McKeen parece estar ferido e fugiu. Nick aproveita distração de Brass, e vai atrás do bandido, deixando o detetive preocupado com o que ele possa fazer. Nick encontra o cara ferido e ainda tentando inventar bobagem, mas ele já tá ferrado e Nick aponta a arma pra ele, que o provoca falando de Warrick. Brass está chegando quando ouve um tiro!! Ao chegar, McKeen está caído e Nick fala que ele levou um tiro e tal, e quando todo mundo achou que Nick tinha feito besteira, McKeen ainda tá acordado e Nick errou o tiro! Uuuuufa! Eu realmente pensei que ele ia matar o cara!
No final, no velório de Warrick, Grisson discursando foi sacanagem. Eles queriam mesmo fazer o povo chorar! Não tinha
como! Ele falando que aquela típica frase "lamento sua perda" que eles sempre dizem aos familiares das vítimas dos casos que investigam, agora não adianta nada pra eles. Ver Grisson emocionado a ponto de perder as palavras e só falar que que sentirá mt a falta dele, foi de dar dó, porque geralmente ele pode se abater, mas mantém a 'pose' e tal, mas não desta vez, não com Warrick.

Nossa, esse episódio foi de rachar a alma! Warrick nunca foi meu CSI favorito, mas pow, o cara tava alí há 9 anos e apesar de eu não ter visto todas as temporadas (1,2,3,4,8) não tem como não se apegar a cada personagem. Realmente foi mt triste esse fim do personagem, e pior foi ver a reação dos companheiros de trabalho dele, que na verdade eram tbém a sua família! Lindo demais o episódio, emocionante, brilhante! Conseguiu captar o melhor de seus atores. Mas, claro que esse acontecimento não acaba por aqui, temos que ver como Nick, Cathryn, Greg e Grisson vão ficar com menos um no time.
Se eu já tô chateada com a saída do Gary Dourdan, quem dirá quando fôr a vez do William Petersen, que é o meu TOP dos TOPs CSI! Caramba...mais 10 episódios...

Um comentário:

Passe tá aberto... disse...

Também fiquei triste com a saída dle...sninf