sexta-feira, 15 de novembro de 2013

| REVIEW | The Originals - 1x07


:: 1x07 :: "Bloodletting"
Não quiseram falar quando ia rolar crossover com The Vampire Diaries pra justamente pegar o povo de surpresa e foi o que aconteceu nesta semana. Tyler cumpriu a ameaça e deu as caras em Nova Orleans, mas ao invés de encarar o desafeto, preferiu ir direto a um dos interesses dele: Hayley. Pois é, ao contrário do que eu e os Originais pensamos, a loba não foi levada por Marcel. O cara até liberou uma bruxa para dar um help na localização da grávida. Tyler é que tá por trás do sequestro e o que ele quer? O bebê, é claro.
Quer dizer, não exatamente o bebê, mas o sangue dele. Tyler quer testar se sua teoria está correta pegando um pouco do sangue do baby híbrido e injetando num colega lobo e dá certo. O resultado é mais um híbrido que nem ele e Klaus! Ou seja, com o sangue do herdeiro, Klaus poderá criar um exército de híbridos para tomar a cidade! Tyler diz que esse é o objetivo de Klaus em proteger a criança e deixa Hayley na dúvida. Do jeito que o cara é, nem dá pra duvidar muito. Só que, assim como Tyler era seguidor do criador dele, Klaus, o híbrido criado do sangue do herdeiro parece seguir Hayley (?) e Tyler quase se ferra.


Enquanto isso rola, Rebekah voltou e foi direto atrás de Marcel querendo saber se ele está com Hayley. Aí o cara começa a mandar um papo pra loira. Esperto que só ele! Nem acredito muito no interesse romântico, acho que é pura manipulação isso de mostrar onde ele ia fazer uma casa pra eles, colocando na cabeça da Rebekah que ela só vai ficar em paz se ajudá-lo a se livrar de Klaus. E, tipo, parece que ela caiu. Estranho ver essa Rebekah que se deixa manipular, sei lá, essa vibe 'apaixonadinha' eu não curto. 
Marcel tenta conseguir a ajuda de Rebekah, e já tá por dentro do fato de Hayley ser loba e daquele novo vampiro ser cria do Klaus. Para sacaneá-lo, pede a Davina que tire a influência do "muy amigo" do cara, que sofre pacas mas no fim parece ter ganhado uma nova amiguinha para conversar. Hum, francamente achei esse plot desnecessário a não ser que mostre ter um objetivo futuramente, porque por agora, nada.
Tyler é tão esperto que a grávida Hayley consegue tapeá-lo e fugir pra floresta onde cai nos braços de Elijah e conta do lance do sangue. Já Klaus vai direto no desafeto e ao invés de se livrar dele de uma vez, faz joguinho e prefere deixá-lo viver só de sacanagem e Tyler fica lá chorando. SÉRIO? Foi por isso que ele largou a Caroline, pra ir trocar socos com Klaus e sair chorando??? Ah, vá! De raiva, foi fofocar para Marcel sobre o bebê híbrido de Hayley pode destruir os vampiros. Aff, cada um tem uma teoria sobre essa criança... rs


Com Hayley a salvo, sobrou para Klaus se explicar. Elijah e a moça insinuaram que ele só está protegendo ela por conta do sangue do bebê produzir híbridos. Aí que tá, parece que Klaus não sabia disso! Quer dizer, ele podia ter seus motivos egoístas com a criança, mas não esse interesse, vamos dizer que de alguma forma ele parece se importar. Ah, mas aí se fazer de vítima é complicado né? Elijah e Hayley tem todos os motivos para duvidar das intenções de Klaus, que saiu todo ofendidinho achando que a loba tá querendo dividir a família e na raiva morde o irmão. 
Well, Elijah parecia bem mas se a mordida funcionar nele (sei lá, ele é um original) é só tirar um pouco de sangue da Hayley que serve como cura né? Enfim, os dois ficam na floresta tentando descobrir sobre a família da loba (que parece ser a última de sua linhagem), enquanto Klaus vai chorar as mágoas com Rebekah. Só que ele sai destilando ameaças, o que parece motivá-la a encobrir o plano de Marcel de literalmente enterrar Klaus. Então, quer dizer que ela trocou de lado? Melhor o Klaus tratar de ser um irmão melhor senão quando precisar, vai ser difícil achar aliados, viu.

VEJA A PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO... que só vai ao ar no dia 29/11


Um comentário: