sábado, 30 de outubro de 2010

| REVIEW | Gossip Girl - 4x06

:: 4.06 :: "Easy J"

Como o título do episódio já demonstra, Jenny está de volta. Minha vontade de ver no que daria isso era praticamente nula, não sou nem de longe fã da garota, mas, depois de tudo até que não foi tão ruim assim. Mas o episódio continuou ruinzinho, mas eu tô vendo que não vale mais a pena reclamar de nada, porque a série provavelmente continuará na mesma até que... sei lá o que aconteça. Pelo menos, por mais ruim que ela seja, ainda guarda alguns momentos interessantes.

Blair já tava sentindo que tinha algo no ar depois de mais um pesadelo hollywoodiano. E não demorou pra comprovar que seu maior desafeto estava de volta a cidade: Jenny Humphrey. E B. não quer saber da loira zanzando por aí e só permite que ela fique por um dia na cidade, pra tal entrevista com Tim Gunn. Ok, isso porque ela é a dona da cidade, tá bom. Nesses momentos high school é que eu mais detesto a Blair e olha que do jeito que tá tudo, ela ainda é minha personagem favorita. Enfim, mas quando Jenny é forçada a dar uma parada no Empire - Chuck tinha de fazer algo - e isso cai na GossipGirl, aí pronto, é guerra. Blair logo se encarrega de estragar a grande chance de Jenny, e olha que a loirapunk até voltou zen, tranquila e sem intenção de ficar muito tempo. E eu apóio essa ideia.
Serena, pra variar, foi pra cama com Colin e ainda diz que não quer ser mais uma garota levada para o táxi por ele. Sorte dela que ele não parece ter essa intenção. Má sorte dela é descobrir que Colin é seu novo professor. Mas Serena quer ser mais séria e não quer problemas na escola e Colin quer provar que não tem intenção de sacaneá-la e quer provar isso levando-a em mais uma festa de UES. Só Lily pra achar que a filha pensa em algo mais além de homens e confusão. E claro que se tem festa, o resto do elenco acaba indo. Chuck conseguiu uma nova chance pra Jenny com Tim Gunn, mas Blair não quer saber disso e quando descobre que a loira está lá, corre pra sacaneá-la mais uma vez. Só que ela acaba se lascando já que a little J. resolveu largar seu lado Ghandi e soltou a maior bomba na cabeça de B.: o motivo dela ter sido banida da cidade. Hurru, dessa vez eu dei um 'viva' pra Jenny, porque a Blair tava merecendo mesmo.

Só que essa atitude de volta aos velhos tempos fez Jenny perceber - com ajudinha de Dan - que ainda não é hora dela voltar pra cidade. A garota parece estar mais centrada em correr atrás da carreira e tal. Se a gente for perceber, ela é a única que pelo menos sabe o que quer e nem na faculdade está. Só que Jenny se perdeu completamente, passou tintura demais, sei lá. O lance é que se é pra ela voltar, que volte pra fazer algo decente e não se destruir ainda mais como os outros personagens tem feito. Pelo menos esse retorno fez com que Chuck e Blair parassem com a guerrinha e tivessem uma trégua. Mas, como esses dois são loucos - principalmente um pelo outro, só não assumem - não duvido que no próximo episódio já arrumem um jeito de se arranharem.
Quando Lily descobriu o novo romance de Serena e usou de psicologia reversa (ótima ideia, por sinal), S. preferiu não se entregar a Colin e deixar as coisas como professor e aluna. Mas ele é tão fofo e legal que entende ela e quer que se conheçam, assim quando tudo acabar, podem ficar juntos. Óh, não é fofo? Quão fofo um cara pode ser nessa série? Nesse momento? Zero chances. Já já explico.

Isso porque ainda não falei do Nate, alguém sentiu falta dele e de seus grandes problemas existenciais? Well, o Nate banana continua sendo facilmente enganado pela Juliet, que tá caindo nos encantos dele (ainda restou algum?). Tanto que seu irmão lá na prisão não gostou nada e só foi saber que o pai de Nate tava por lá, que já mandou seu recadinho nada amistoso. Só N. em toda sua burrice/brandura pra acreditar que Juliet tava indo lá de boa samaritana. Tá, ele até tentou ver se tinha algo mais, mas provavelmente ela tenha mudado o nome verdadeiro, então. Enfim, o lance é que depois do recado do irmão, parece que Juliet vai se afastar de Nate pra manter o tal misterioso plano que eu acho que seja de destruir a Serena, ou algo do tipo. Mas, depois de ver que Colin é um dos envolvidos no tal plano, fica ainda mais evidente que Serena é o alvo. O porque, ninguém sabe. Aff. Por isso que eu disse que ele não podia ser tão fofo assim sem ser um completo canalha. É a saborosa vida em Upper East Side!

Um comentário:

Juninho Farias disse...

Eu só posso dizer amém quando você disse que a Blair mereceu ter o segredo revelado no blog. Eu to com raiva dela desdo incidente com a Eva, e a raiva só aumentou depois do que ela fez com as roupas da Jenny. Eu tava amando ver o Chuck ferrar com a vida dela.
Agora eu não entendi bem a cena final: como o Colin pode ter algo a ver com as armações da Juliet? Eu sei que o alvo é a Serena (por que eles já falaram), mas o porque eu não sei. A minha especulação é que ela já ferrou a vida do irmão da Juliet e agora ele quer vingança. Será que tem algo envolvendo aquela morte acidental por drogas e a fita pornô da Serena? Só vendo pra saber.
Vou assistir outro episódio :)